O que faz um advogado especialista em licença-maternidade?

Imagem de mulher na mesa de escritório com um computador e fazendo anotações, com a mão na barriga, grávida, simbolizando a ideia de auxílio de um advogado especialista em licença-maternidade.

Entenda como esse profissional pode ajudar na proteção a esse direito da gestante no trabalho.

 

 

Entender o papel de um advogado especialista em licença-maternidade é fundamental para mulheres que estão grávidas ou desejam se preparar para ter um filho. Isso porque, além do conhecimento sobre seus direitos em relação à licença-maternidade, deve-se aplicá-los na prática.

 

Essa licença é garantida por lei a todas as mulheres que trabalham com carteira assinada, isto é, de acordo com a Lei 5.452/1943, conhecida como Consolidação das Leis de Trabalho (CLT). Ela consiste em um período de afastamento do trabalho para que a mãe possa se dedicar ao recém-nascido nos primeiros meses de vida.

 

Pode-se dizer, porém, que nem todas as empresas cumprem corretamente as leis trabalhistas da gestante. E é aí que entra em cena o advogado especialista em licença-maternidade, que pode ajudar a garantir o cumprimento desses direitos na prática. Por isso, a equipe Mercado Legal preparou um artigo completo sobre o tema. Acompanhe e saiba mais: 

 

Afinal, o que faz um advogado especialista em licença-maternidade?

Em primeiro lugar, podemos dizer que esse tipo de advogado é especializado em direito trabalhista e possui amplo conhecimento sobre a legislação que garante a licença-maternidade. 

Ele pode orientar a mulher trabalhadora sobre seus direitos, ajudando a identificar possíveis violações da lei por parte da empresa. Além disso, se necessário, ele também pode representar a mulher em tribunal, por meio de ação judicial.

Vale destacar, porém, que o advogado especialista em licença-maternidade também pode atuar em outras situações relacionadas à maternidade, como por exemplo:

  • Licença-paternidade: embora a licença-maternidade seja um direito exclusivo da mãe, o pai também tem direito a uma licença de alguns dias para ficar com o recém-nascido. O advogado especialista em licença-maternidade pode ajudar a garantir que a empresa compre essa obrigação.

 

  • Estabilidade após a licença-maternidade: a mulher que trabalha na CLT tem direito à estabilidade no emprego por um período determinado após a licença-maternidade. O advogado especialista em licença-maternidade pode ajudar a garantir que a empresa cumpra com essa obrigação e, se necessário, representará a mulher na Justiça. 

 

  • Discriminação por gravidez: infelizmente, ainda é comum que as mulheres sejam discriminadas no ambiente de trabalho, seja por estarem grávidas ou por terem filhos. O advogado com essa especialidade pode ajudar a identificar essas situações e representar a mulher em processos judiciais.

 

O que diz a lei sobre a licença-maternidade?

Além da CLT, outra lei que regulamenta a licença-maternidade é a Lei nº 11.770/2008. De acordo com a norma, esse é um direito garantido à trabalhadora gestante. A Constituição Federal de 1988  também prevê em seu artigo 7º, inciso XVIII, que é direito dos trabalhadores urbanos e rurais a licença à gestante. 

 

Consiste em um período de 120 dias de afastamento do trabalho, com garantia de emprego e salário durante todo o período. Além disso, a lei também prevê a possibilidade de prorrogação da licença-maternidade por mais 60 dias. Para isso, deve haver a solicitação da trabalhadora à empresa até o final do primeiro mês após o parto.

 

Um ponto importante é que, embora seja previsto na CLT, ou seja, para mulheres que trabalham com carteira assinada, as trabalhadoras informais também podem ter direito à licença-maternidade, desde que contribuam para a Previdência Social.

 

Vale destacar que a licença-maternidade também é uma garantia para as trabalhadoras que adotam ou obtêm guarda judicial para fins de adoção de crianças. Nesse caso, o período de licença é de 120 dias para crianças de até 1 ano de idade, de 60 dias para crianças de 1 a 4 anos de idade e de 30 dias para crianças de 4 a 8 anos de idade.

 

Esse é um direito como todos os outros e, portanto, deve ser respeitado pelas empresas. Sua negação e/ou desrespeito pode causar uma série de consequências legais. 

 

Veja também: Direitos da gestante: o que nunca te disseram sobre a legislação trabalhista

Por que contratar um advogado especialista em licença-maternidade?

Contratar um advogado especialista em licença-maternidade pode trazer muitos benefícios para a gestante. Alguns deles são:

 

Orientação e proteção sobre seus direitos

Esse profissional pode esclarecer todas as dúvidas da mulher trabalhadora sobre seus direitos e sobre a legislação que garante a licença-maternidade. Isso significa que ele pode ajudar a entender quais são os seus direitos.

 

Além disso, contratá-lo lhe dará a garantia de que seus direitos serão protegidos. O advogado pode contribuir para garantir o direito à licença-maternidade, a estabilidade no emprego, o pagamento do salário-maternidade e outros direitos previstos na legislação.

 

Identificação de conformidade da lei

Muitas empresas não cumprem corretamente as leis trabalhistas em relação à licença-maternidade. O advogado dessa área pode ajudar a identificar essas violações e tomar as medidas necessárias para garantir que a mulher trabalhadora receba todos os seus direitos.

 

Economia de tempo e dinheiro

Contratar um advogado especialista em licença-maternidade pode representar uma economia de tempo e dinheiro para a trabalhadora. Isso porque o advogado pode agir de forma preventiva, evitando que o trabalhador tenha que entrar com uma ação judicial para garantir seus direitos. 

 

Além disso, o advogado pode atuar de forma rápida e eficiente – caso seja necessário entrar com uma ação judicial.

 

Representação em processos de julgamento

Se a empresa se recusar a cumprir a lei em relação à licença-maternidade, o advogado pode dar suporte para que a vítima entre com uma ação judicial. Dessa forma, ela poderá recorrer aos seus direitos perante o tribunal. 

 

Ao consultar um advogado da área de Direito Trabalhista, com foco em licença-maternidade, você pode tirar todas suas dúvidas sobre o assunto. 

 

Exemplos comuns de causas para consultar um especialista em licença-maternidade

Existem diversas situações em que o advogado especialista em licença-maternidade pode atuar, tais como:

 

  • Falta de concessão da licença maternidade: Algumas empresas não concedem a licença-maternidade para suas funcionárias, mesmo diante da comprovação da gestação. Nesses casos, o advogado pode entrar com uma ação judicial para garantir que o trabalhador tenha o direito de usufruir da licença-maternidade.
  • Redução do tempo da licença maternidade: Algumas empresas não conseguem aceitar o tempo da licença maternidade, prejudicando tanto a mãe, quanto o bebê. Nesses casos, o advogado pode entrar com uma ação para garantir que o trabalhador tenha direito ao tempo integral da licença.
  • Demissão durante a licença maternidade: infelizmente, é comum que algumas empresas demitam a mulher durante a licença-maternidade, o que é totalmente ilegal. O advogado, por sua vez, pode ajudar a entrar com uma ação judicial para garantir sua reintegração no emprego, além de garantir indenizações por danos morais e materiais.

 

Vale destacar também que outras ocasiões em que pode ser necessário consultar um especialista em licença-maternidade incluem:

 

  • Dúvidas sobre os requisitos e prazos para a concessão da licença-maternidade;
  • Dificuldades em obter o atestado médico necessário para solicitar a licença-maternidade;
  • Desafios na negociação da duração da licença-maternidade com o empregador;
  • Necessidade de entender melhor as regras para a licença-maternidade em casos de adoção;
  • Questões relacionadas à estabilidade no emprego durante a licença-maternidade;
  • Situações de angústia ou assédio no trabalho relacionadas à gravidez ou à licença-maternidade.

 

Quais são as consequências legais quando a empresa não respeita a licença-maternidade?

Entre as consequências legais para empresas que não respeitam a licença-maternidade, está a aplicação de multas e compensações administrativas. O Ministério do Trabalho e Emprego é o órgão responsável por fiscalizar o cumprimento da legislação trabalhista, e pode impor multas às empresas que não respeitam a licença-maternidade. O valor da multa pode variar de acordo com a gravidade da infração e o porte da empresa.

 

Além disso, a empresa pode ser obrigada a pagar indenização à funcionária prejudicada. Isso porque, caso ela seja dispensada sem justa causa durante o período de estabilidade garantido pela licença-maternidade, ela tem direito a receber uma indenização correspondente ao período restante de estabilidade, acrescido de outras verbas trabalhistas.

 

Outra consequência é a abertura de processos. A empregada prejudicada pode ingressar em uma ação trabalhista para buscar a dependência pelos feridos em decorrência da violação do seu direito à licença-maternidade. Além disso, o Ministério Público do Trabalho pode julgar ações civis públicas para garantir o cumprimento da lei e a proteção dos direitos dos trabalhadores.

 

Por fim, a empresa pode sofrer danos à sua imagem. A violação dos direitos trabalhistas, especialmente os direitos relacionados à maternidade, pode gerar uma forte reação negativa por parte da opinião pública. Isso, portanto, pode afetar a imagem da empresa perante o mercado. Por consequência, pode prejudicar a relação com clientes, fornecedores e investidores, e até mesmo afetar o desempenho financeiro da empresa.

 

Fique por dentro de tudo sobre a licença-maternidade: Converse com um advogado da área de Direito Trabalhista agora mesmo!

 

Como um advogado especialista em licença-maternidade pode ajudar em ações judiciais?

Um advogado especialista em direitos da gestante pode ajudar em diversos aspectos durante o processo judicial. Veja a seguir os principais: 

 

  • Orientação legal: O advogado pode orientar o cliente sobre seus direitos e obrigações em relação à licença-maternidade, explicando as leis e regulamentos fornecidos e fornecendo informações sobre as opções disponíveis.

 

  • Análise da situação: Ele pode analisar a situação da mãe e verificar se ela tem direito à licença-maternidade, se ela está sendo discriminada ou se há alguma violação dos direitos dela.

 

  • Análise de documentos: O advogado pode analisar documentos relacionados à licença-maternidade, como contratos de trabalho, políticas da empresa e acordos de negociação coletiva, para possível identificar violação de direitos ou falhas de cumprimento.

 

  • Representação em ações judiciais: Se as falhas falharem, o advogado pode representar a cliente em ações judiciais, buscando a aprovação por violação de direitos relacionados à licença-maternidade.

 

  • Representação em recursos: O advogado pode representar a mãe em recursos e apelações, caso a ação judicial seja julgada em primeira instância.

 

Em resumo, um advogado da área de Direito Trabalhista, especialista em licença-maternidade, pode fornecer uma série de serviços para garantir que a mãe tenha seus direitos durante a licença-maternidade e, se necessário, em ações de ensino relacionadas.

 

Ainda ficou com dúvida?

Assine o LegalPass e fale com um especialista agora mesmo.

 

Como um advogado especialista em licença-maternidade pode ajudar em ações extrajudiciais?

As ações extrajudiciais são aquelas que buscam resolver uma disputa sem a necessidade de um processo judicial. Veja como um advogado pode ajudá-lo desta maneira:

 

Orientação legal

Como foi dito acima, um advogado especialista em licença-maternidade pode orientar a trabalhadora sobre seus direitos e deveres em relação à licença-maternidade. 

 

Negociação com o empregador

O advogado pode representar a trabalhadora em relação ao empregador, buscando uma solução amigável para a disputa. A negociação pode ser uma forma de resolver a questão sem a necessidade de um processo judicial, o que pode ser mais rápido e com menos custos para ambas as partes.

 

Ação administrativa

Ele também pode representar a trabalhadora em ações administrativas, como reclamações trabalhistas junto ao Ministério do Trabalho e Emprego. Essas ações podem ajudar um trabalhador a resolver uma disputa de forma mais rápida e eficiente do que um processo judicial.

 

Ação junto ao sindicato

O advogado pode ajudar uma trabalhadora a entrar em contato com o sindicato de sua categoria profissional, buscando o apoio da entidade na resolução da disputa. O sindicato pode mediar como empresário com o empregador e, em alguns casos, pode até mesmo entrar com uma ação judicial em nome da trabalhadora.

 

Está em busca de um advogado especialista em licença-maternidade? Conte com o Mercado Legal!

Por fim, o objetivo deste artigo é trazer mais informações sobre a licença-maternidade e demonstrar como um advogado pode ajudar nesse processo. especialista em direito da gestante no trabalho pode ajudar na proteção desses direitos e garantir o bem-estar da mãe e do bebê. 

 

Para ajudá-lo nesse processo, o Mercado Legal possui uma equipe com excelentes advogados que estão prontos para te atender. Em nosso processo de atendimento, prezamos pela ética e profissionalismo, sempre com a preocupação de avaliar, de forma específica, as particularidades de cada caso dos nossos clientes.

 

Além disso, temos condições especiais para novos membros que desejam fazer parte da nossa comunidade e buscar seus direitos com sucesso. 

Seja um membro e resolva suas questões jurídicas. Veja nossos advogados e peça sua cotação agora mesmo.

Compartilhe nas redes sociais

Publicações relacionadas

Qual a sua dúvida?

Clicando no botão abaixo sua mensagem aparecerá no WhatsApp e você precisa enviá-la ao advogado escolhido. Em seguida o profissional dará continuidade ao seu atendimento por lá.

[rs-search-form type="full"]
Filtros
[rs-search-form type="full"]
Como foi sua experiência com este advogado?
5/5
[rs-comment-form]